“A agropecuária é um dos melhores exemplos do Brasil que dá certo” afirma Balestra em Plenário da Câmara

 

 

 

 

 

Dados divulgados pelo IBGE mostram aumento da produção de grãos em mais de seis milhões de toneladas para este ano; parlamentar cita Goiás como referência para o país

grãos

 

Em discurso proferido nesta semana, em Plenário da Câmara Federal, o deputado Roberto Balestra (PP) reiterou seu contentamento quanto ao aumento da expectativa para a produção de grãos, divulgada recentemente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Segundo o parlamentar, os indicativos – de que a produção para o setor neste ano deve chegar a 230,3 milhões de toneladas, valor que supera em 6,1 milhões o quantitativo estipulado anteriormente – mostram que o país já está dando indícios de recuperação econômica.
RB 3“São números como esses que nos fazem acreditar na grandeza do nosso país e na nossa capacidade de ser, de fato, o celeiro do mundo nos próximos anos, como é esperado de nós”, destacou o pepista, na ocasião. O parlamentar lembrou ainda que governos anteriores colocaram o país na crise, mas que o cenário tem mudado nos últimos meses. “Escolhemos o caminho da responsabilidade e do trabalho, e a agropecuária é um dos melhores exemplos do Brasil que dá certo. É essa inspiração que desejamos ter daqui para frente”, argumentou.

De acordo com o deputado, a produção das 230,3 milhões de toneladas de grãos deve representar um recorde para o setor brasileiro, “que vai colaborar decisivamente com a retomada econômica do país”, pontuou.

“Esses números me deixam especialmente feliz, sobretudo porque o estado que represento nesta Casa, o meu querido estado de Goiás, está se consolidando como o quarto maior produtor de grãos do país, atrás apenas do Mato Grosso, do Paraná e do Rio Grande do Sul”, concluiu Balestra.

Goiás é o maior produtor de sorgo do Brasil, e a estimativa, indicada pelo instituto, é que a produção goiana represente sozinha quase metade da produção nacional. A produção estadual do grão deve alcançar 857.645 toneladas.

Ainda no h comentrios

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 

Assine nossa Newsletter

Agenda de Compromissos